ARTISTAS REPRESENTADOS

Rio de Janeiro, RJ, 1982

Vive e trabalha em Rio de Janeiro, RJ


 

Desenvolve projetos em múltiplos meios, tendo a pintura como principal suporte de sua produção. Formado na Escola de Música Villa Lobos (UFRJ), frequentou diversos cursos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e foi monitor de modelo vivo (EBA-UFRJ) e desenho de observação (Parque Lage - EAV). Desde 2012 é assistente no Ateliê da artista Lucia Laguna.

Participou das exposições coletivas “Visão de emergência” na Luhda Gallery (Rio de janeiro, 2014) e “Territórios” no Centro de Arte Hélio Oiticica (Rio de Janeiro, 2013) e do Kassel Documentary Film and Video Festival (Kassel, 2011).

akatombo type 93 190x140cm 2020.jpg

Rio de Janeiro, RJ, 1983

Vive e trabalha em Rio de Janeiro, RJ


 

Gabriela se insere em uma tradição de exploração dos limites e possibilidade da gravura, com nomes como Fayga Ostrower, Anna Letycia, Anna Maria Maiolino, Anna Bella Geiger e Leya Mira Brander, para citar algumas. Formada em Gravura pela Escola de Belas Artes da UFRJ em 2007, a artista vem estruturando sua poética a partir do interesse pela imagem técnica construída a partir de vídeos, fotografias e, mais inicialmente, a gravura, e pela ideia de fixar uma imagem no tempo.

Rio de Janeiro, RJ, 1982

Vive e trabalha em Rio de Janeiro, RJ


 

Mestre em Linguagens Visuais (PPGAV/UFRJ, 2012) e Bacharel em Escultura (EBA /UFRJ, 2007).

Seus trabalhos escultóricos e instalativos utilizando materiais como látex, parafina e resina trazem à tona a sutileza e a impermanência das relações que nos constituem e que nos rodeiam, tencionando a instabilidade das estruturas e fragilidade dos sistemas, assim como, a impermanência de sua temporalidade.

Minas Gerais, MG, 1975

Vive e trabalha em Rio de Janeiro, RJ


 

A artista se dedica à pintura, escultura, fotografia e videoarte. Sua pesquisa está atrelada na memória e suas subjetividades, investigando fragmentos e nuances da transitoriedade e destroços de um tempo.  Dentre as exposições que participou destacam: “Abre Alas”, galeria A Gentil Carioca, RJ, 2019; “Projeto Montra”, em Lisboa, Portugal, em 2013 e “Nova Escultura Brasileira- Herança e Diversidade”, na Caixa Cultural, RJ, em 2011; Biwako Biennale, Japão, em 2010; e da individual ” Inventário” na Cidade Das Artes, RJ, em 2018.

IMG_8353_edited.jpg

Rio de Janeiro, RJ, 1987

Vive e trabalha em São Paulo, SP


 

Doutorando em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2020), Mestre em Poéticas Visuais (ECA/USP, 2015) e Bacharel em Artes Visuais (IART/UERJ, 2010). Atua como artista visual desde 2008. Possui trabalhos em coleções públicas como MAC Niterói, MAM-RJ e Pinacoteca do Estado de São Paulo. No Brasil foi premiado com a Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais (2012), Prêmio Honra ao Mérito Arte e Patrimônio do IPHAN/Centro Cultural Paço Imperial/MinC (2013), o Prêmio de Artes Plásticas Marcantonio Vilaça - 6ª Edição (2013), Prêmio Aquisição Centro Cultural São Paulo (2014), Prêmio ProAC Artes Visuais do Estado de São Paulo (2014 e 2017) e Prêmio Estímulo à Jovens Artistas do 22º Cultura Inglesa Festival (2018).

Jimson Vilela_Nomeamos_30x30x37 cm_2011.

Volta Redonda, RJ, 1983

Vive e trabalha entre o Rio de Janeiro, RJ e São Paulo, SP

Doutoranda e mestre em Artes Visuais (ECA/USP). Graduada em Comunicação Social pela Universidade Federal Fluminense. Indicada ao prêmio PIPA em 2016, recebeu o Prêmio Estímulo no 42º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto (São Paulo, 2014) e foi contemplada na Chamada Artes Visuais da Secretaria de Cultura de Niterói, resultando na individual “Incubadora” no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno (Niterói, RJ, 2014).

Seu trabalho transcorre por diversas mídias, como performance, instalação, fotografia, vídeo, escultura/objeto, intervenção urbana.

Rio de Janeiro, RJ, 1988

Vive e trabalha em Rio de Janeiro, RJ


 

Pedro Carneiro (1988) desenvolve em seu trabalho questões relativas às relações humanas e raciais em conflito nos espaços urbanos. É através de pinturas, intervenções territoriais e espaciais, desenhos e light design que seus trabalhos constroem uma imagem em reflexo à histórias reais/irreais tendo como ponto de partida o reencontro com sua ancestralidade, buscando o seu entendimento como indivíduo negro na sociedade atual.

FSOU1736.jpg

Belém, PA, 1994

Vive e trabalha em Belém, PA, e Rio de Janeiro, RJ


 

PV Dias é um artista paraense que vive entre o Rio de Janeiro e o Pará, comunicólogo, mestrando em Ciências Sociais na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e com formação pela EAV Parque Lage no programa Formação e Deformação do ano de 2019.  Sua pesquisa pensa na estruturação das imagens de um território e em possíveis rasuras nessa estruturação.  Junto a essa frente, inicia-se também um trabalho sobre intervenções em violências coloniais dos lugares por onde o artista percorre captando registros, lugares que se dividem entre Amazônia e o sudeste do Brasil.

Belém, PA, 1980

Vive e trabalha em Belém, PA, e São Paulo, SP


 

Formada em artes visuais pela Universidade Federal do Pará (UFPA), mestranda em Artes da UNESP (PPGARTES). Sua pesquisa permeia o trânsito entre a imagem, a intervenção urbana, realidade aumenta, a video-projeção e a videoarte. Desde 2007, desenvolve o projeto Symbiosis no qual suscita questões identitárias e sociais, onde faces de ribeirinhos amazônicos são projetadas em áreas verdes nas próprias comunidades em que vivem. Em 2019, iniciou a série "Amazônia Aumentada", onde através do uso da realidade aumentada sobre suas fotografias, somos transportados para caminhos submersos da imagem exposta.

Barra do Choça, BA, 1989

Vive e trabalha em Porto Alegre, RS

 

Desde 2011 reside em Porto Alegre, onde cursa o bacharel em Artes Visuais, pela UFRGS, tendo transitado pelo curso de Design de Moda e História da Arte. A partir do corpo, incluindo o próprio, a poesia e a memória, desenvolve suas produções nos mais diversos suportes como vídeos, fotografias, gifs e pinturas.

Em 2018 realizou a exposição individual “Tramas no Vazio” no Instituto Estadual de Artes Visuais.  Em 2020 participou da residência artística “Caminhos para uma Imagem”, no Rio de Janeiro, com o artista Frederico Arêde, e frequentou o curso Creativity Master Class com Charles Watson na Escola de Artes Visuais (EAV), Parque Lage.